Tecnologia do Blogger.

Siga-me via Email

flash do cadeirante

Ocorreu um erro neste gadget

Exemplo de Superação: Qian Hongyan

15 de outubro de 2010


 


Qian Hongyan
Em 21 de outubro de 2000, quando tinha apenas três anos, a menina chinesa Qian Hongyan perdeu as duas pernas num acidente de carro. A família Hongyan não tinha dinheiro suficiente para conseguir-lhe equipamento ortopédico de alta tecnologia para ajudá-la a locomover-se; assim seu pai deu a ela uma bola de basquete improvisando uma proteção ao seu corpo.

Mesmo com toda essa dificuldade ela era capaz de ir de sua casa até a escola literalmente saltando com a bola de basquetebol envolvendo uma armação de madeira acoplada ao seu corpo.
Cinco anos mais tarde, em maio de 2008, especialistas do Centro de Pesquisas de Reabilitação Ortopédica da China, na capital Beijing, conseguiram finalizar um projeto dando-lhe pernas protéticas especialmente criadas para sua situação.

Qian caminho da escolaDurante o sétimo encontro desportivo nacional para portadores de necessidades especiais (paraolímpicos) realizado em Kunming em maio de 2007, Qian Hongyan esteve presente diariamente assistindo aos jogos e sentindo-se profundamente envolvida e comovida vendo a luta de jogadores deficientes durante as partidas. Isso fez com que traçasse uma nova meta em sua vida — a de entrar no clube de natação especial. Ela e seus pais estiveram com Zhang Honghu, conhecido treinador que já treinou vários campeões de natação para deficientes, consultando-lhe sobre essa possibilidade. Foi matriculada no clube de natação e passou ao treinamento de natação profissional.

“Qian Hongyan é aplicada e estuda muito. Nunca abandonou sessões de treinamentos, embora tenha confrontado com muitas dificuldades no início”, disse seu treinador.

No início Zhang não deu muita atenção a Qian Hongyan. “Verificar a capacidade do indivíduo é importante na escolha de um atleta”, disse ele. “Qian Hongyan não tinha pernas. Parecia um navio sem leme, e um navio não pode funcionar bem se lhe falta a peça que permita a correta direção.” A fim de resolver o problema, Zhang fez um plano de formação especial para Qian Hongyan que ajudasse no equilíbrio ou balanço de seus ombros durante a natação, permitindo-lhe coordenar a direção correta na lâmina d´água sem auxílio das pernas e pés .
Qian Hongyan
Nesse trabalho Qian Hongyan nada diariamente cerca de 2000 metros. Com cuidado ela sempre faz os exercícios apropriados, uso de halteres e assim por diante. Após um curto período de treinamentos, para a surpresa de Zhang, ele descobriu que a garota era dotada da habilidades para a natação.

Afirmou, “Hongyan é um nadadora muito boa. Eu não posso garantir que ela será uma campeã do mundo. No entanto, posso dizer que ela é definitivamente uma nadadora promissora. Nosso maior desejo é o de treiná-la a ter uma atitude positiva perante a vida.” O sonho de Qian Hongyan é participar nos Jogos Olímpicos Especiais de 2012 e tornar-se uma campeã do mundo. Tem trabalhado arduamente para alcançar seu objetivo!

Assista o vídeo de Qian Hongyan, abaixo:


Fonte:  1. texto traduzido do inglês de “Xinhua – Women of China” em: http://www.womenofchina.cn/Profiles/EverydayWomen/19612.jsp
2. fotos – download de fotos públicas na internet.
Nota do administrador do blog: existe na internet emails com mensagens abordando mesmo assunto, algumas são lendas pobres e apelativas, colocando a vida da atleta em situação de penúria e miséria, o que não corresponde a verdade nem é do agrado do governo chinês ou da família Hongyan, cuja filha tem sido um exemplo de superação no mundo todo. Ela vive bem e feliz de acordo com a realidade de seu país.


Under Creative Commons License: Attribution

Minha vakinha

 

Minha lista de blogs

contador

Most Reading

Shoutbox

Google+ Seguidores

Ads 200x200

Ads 200x200
UM DIREITO DE TODOS PENS

Sidebar One


O termo que definia o deficiente como “pessoa portadora de deficiência” - (PPD), está em desuso. Atualmente, a terminologia correta passou a ser “pessoa com deficiência” - (PCD). Termo oficializado a partir da Convenção Sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, 2008.

Então, substituir as expressões: "portador de deficiência","portador de necessidade especial", "deficiente","incapacitado", "inválido", "pessoa dita deficiente" pelo termo correto: pessoa com deficiência
(PCD).

"Pessoa normal", termo correto: pessoa sem deficiência;pessoa não-deficiente. A normalidade, em relação a pessoas, é um conceito questionável e ultrapassado.

"Surdo-mudo", termo correto: surdo; pessoa surda; pessoa com deficiência auditiva. Quando se refere ao surdo, a palavra mudo não corresponde à realidade dessa pessoa.

Símbolos Internacionais

Símbolos Internacionais
Da esquerda para direita: símbolo internacional de pessoas com deficiência visual, deficiência auditiva, deficiência mental e símbolo internacional de acesso, aqui também representando pessoas com deficiência física.